• Entrega em
    domicílio

Confira as ofertas
no tabloide online

Bazar e Eletro em até 6x sem juros
no Cartão de crédito Jacomar

09

set

Cachorro-quente: origem e curiosidades desta delícia

By: Jacomar

ligado: setembro 09, 2019

In: Novidades

Conheça a origem do cachorro-quente, um prato delicioso e simples de fazer que ganhou o mundo!

Quem não gosta de um bom cachorro-quente, não é? Este prato popular em diversos países do mundo é super fácil de fazer e é uma delícia! Mas você já parou para pensar qual a origem do cachorro-quente? Pois a gente foi atrás dessa informação, e te conta tudo agora!

Origem do Cachorro-Quente

 Como quase tudo o que se torna um marco no mundo gastronômico, a origem do cachorro-quente é um tanto confusa, e há mais de uma versão da história. Uma das versões mais aceitas remete ao início do século XX, época em que o imigrante alemão Anton Feuchtwanger vendia salsichas quentes que ele mesmo fabricava, na cidade de St. Louis.

 Para evitar que os seus clientes queimassem as mãos e se sujassem, ele fornecia um par de luvas para o consumo. O problema é que as pessoas acabavam levando as luvas embora, o que dava um baita prejuízo para Anton!

 Pensando em driblar este problema, ele conversou com seu cunhado, que era padeiro, e sugeriu que Anton colocasse a salsicha quente dentro de um pão, que ele faria em um formato condizente com a salsicha. Desta parceria inusitada entre um fabricante de salsichas e um padeiro, nascia o cachorro-quente!

Origem do nome "Hot Dog"

 O nome, Hot Dog, tem uma origem igualmente curiosa: Harry Mozley era um vendedor de sorvetes e bebidas em partidas de futebol americano. Quando o tempo esfriava, porém, as pessoas não compravam nada, e ele ficava no prejuízo.

 Como o espírito empreendedor de certas pessoas aflora em meio às dificuldades, Harry decidiu comprar salsichas e pães para vender no lugar dos sorvetes. Na hora de anunciar o produto nas arquibancas, ele anunciava como “red hot dachshund sausages” – que, em tradução livre, seria algo como “salsicha vermelha quente dachshund” (dachshund é a raça de cachorro que conhecemos como “salsicha”).

 Um cartunista da época, Tad Dorgan, comprou um destes lanches, mas achava que o nome tinha apelo. Porém, ele gostou da brincadeira com o dachshund, e criou uma ilustração de um simpático cãozinho da raça dentro do pão, apelidando-o de “hot dog”. A arte ficou bastante popular, e logo foi adotada pelos vendedores do produto.

 As autoridades da época tentaram proibir o uso da expressão – alegando que as pessoas podiam acreditar que as salsichas eram feitas com carne de cachorro --, mas obviamente, não tiveram muito sucesso. O termo “hot dog” caiu na boca do povo, e logo começaram a aparecer vendedores em todas as esquinas, popularizando ainda mais a comida pelos Estados Unidos.

O Cachorro-Quente pelo mundo

 O que começou como uma simples salsicha dentro do pão logo ganhou o mundo, e foi ganhando novos ingredientes e peculiaridades conforme chegava a novos países. Aqui no Brasil, o cachorro-quente ganhou diferentes tipos de queijo (catupiry, ralado), e em algumas regiões também recebe farofa e purê de batatas.

 No Havaí, o lanche é conhecido como Puka Dog e leva abacaxi. Na Geórgia, o cachorro-quente se tornou uma mistura entre o hog dog padrão e pizza, sendo servido aberto em uma massa, junto com cebola, chili, picles e generosas porções de queijo derretido.

 Já no Chile, é comum ter abacate amassado dentro do sanduíche, enquanto na Noruega a salsicha é enrolada em uma massa fina parecida com o pão sírio. Os coreanos decidiram servir o cachorro-quente “no palito”, com a salsicha empanada dentro de uma massa frita, mais ou menos como um crepe!

O Jacomar tem tudo para o seu Cachorro-Quente!

 Independente do país e da forma de preparo, é fato que cachorro-quente é uma delícia, agrada tanto crianças quanto adultos, e é uma ótima opção de lanche para qualquer hora!

 Se você leu este post e ficou com água na boca, passe no Jacomar e aproveite nossas ofertas especiais para fazer cachorros-quentes deliciosos para a sua família!